O regresso às viagens de carro, com os devidos cuidados

As temperaturas mais altas do verão e o fim da maioria das restrições sanitárias estão a criar a combinação perfeita para viagens de carro. A cada dia, aumenta a vontade de partir novamente, de sentir que a “vida normal” está cada vez mais próxima. E são poucas as coisas que evocam de maneira tão intensa esse espírito como aventurar-se mais uma vez pelas estradas de Portugal, ou até mesmo mais longe.

Mas antes é necessário saber exatamente o que é possível fazer e os cuidados indispensáveis para evitar riscos, pois a pandemia ainda é uma ameaça real e requer a máxima atenção, para que não haja nenhum retrocesso no desconfinamento.

A situação de calamidade em Portugal será mantida até pelo menos o dia 13 de junho, com sete concelhos em alerta na primeira semana deste mês – Lisboa, Tavira, Vila do Bispo, Vila Nova de Paiva, Chamusca, Salvaterra de Magos e Vale de Cambra. Porém, de maneira geral, a situação é positiva.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, a 28 de maio já não havia concelhos portugueses em situação de risco muito elevado, ou seja, com incidência superior a 960 casos por 100 mil habitantes. Em risco elevado mantinha-se apenas Ribeira Grande, enquanto 61 concelhos referiram zero casos nos 14 dias anteriores e 18 concelhos registaram incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes.

O mais importante é que já não existem restrições para viagens terrestres no território continental, nem mesmo para a Espanha, tão próxima de nós, depois de todas as fronteiras terem sido reabertas a 30 de abril. No nosso país e em terras espanholas já não se exige do viajante português a apresentação de teste negativo para COVID-19, nem o cumprimento de quarentena no regresso.

Em comparação com o resto do mundo, portanto, Portugal está no bom caminho. Quando se pensa nas incertezas e na preocupação extrema que antecederam o verão anterior, há muitos motivos para otimismo e, até, para um discreto sentimento de missão cumprida. Todos nós nos privamos de muitos prazeres, e uma viagem de carro tem agora o sabor de um prémio por merecimento.

Viajar, desbravar, aventurar-se e descobrir novos sítios fazem parte da alma lusitana, e a proximidade do verão é um convite irrecusável ao vento e ao sol das estradas, às paisagens e às aventuras – há quanto tempo não vê ninhos de cegonha nas torres de eletricidade nem campos de sobreiros e oliveiras a passar à margem da estrada?

Assim, vamos às viagens, com os devidos cuidados. Para começar, faça a revisão do seu veículo para certificar-se de que todos os sistemas estejam em condições perfeitas, o que inclui mudança de óleo e verificação dos filtros de óleo e ar, pneus, travões, bateria, lâmpadas, escovas limpa-vidros etc. – ou seja, um check-up completo, para evitar surpresas desagradáveis. Também tenha em mãos toda a sua documentação pessoal e a de quem o acompanha na viagem, assim como os documentos da viatura, sem se esquecer dos seguros.

Leve um stock de máscaras e álcool gel suficiente para todas as pessoas durante o período que estiverem fora de casa. Evite aglomerações, proteja-se sempre, pense também na segurança dos outros e respeite as regras em vigor no sítio onde estiver. Nunca se esqueça que este vírus é sorrateiro e não perde a oportunidade de se disseminar. Em nenhum momento pense que já não há risco.

Também é muito importante manter-se sempre informado a respeito do estágio em que se encontra a pandemia, que possui um caráter imprevisível, de altos e baixos. Para isso, fique atento às fontes oficiais, como o Serviço Nacional de Saúde, que publica uma página na internet dedicada aos viajantes, e o Portal das Comunidades, no sítio de conselhos aos viajantes . Se planear uma viagem mais ambiciosa além-fronteiras, aceda ao site Re-open EU, que fornece informações detalhadas das restrições em cada país.

Feito isso, está na hora de planear o roteiro, e em Portugal não faltam ótimas opções, a começar pelas praias do Algarve. Mas nem só no Sul há mar: Portugal continental soma nada menos do que 943 km de costa, com areais e paisagens deslumbrantes, e, caso não saiba, ostenta a terceira maior extensão de praia do mundo e a maior da Europa, com 45 km, da Península de Troia a Melides, no concelho alentejano de Grândola.

Além das praias, há inúmeras viagens a serem feitas pelas estradas portuguesas, sem rumo definido ou com itinerários ao gosto de cada um. Qualquer que seja a sua escolha, tenha a certeza de que poderá contar sempre com a RNA Assistência e com a RNA Medical, em qualquer situação, 24 horas por dia, todos os dias do ano.

A nossa rede oferece cobertura ibérica, com mais de 33 mil prestadores de serviços, dos quais 20 mil em Espanha. Conte com a RNA para ter a certeza de que estará protegido nas suas viagens, em todos os momentos, em trabalho ou em busca do descanso mais do que merecido.

Fontes:

SNS24
https://www.sns24.gov.pt/tema/doencas-infecciosas/covid-19/prevencao/prevencao-dos-viajantes/

Portal das Comunidades
https://portaldascomunidades.mne.gov.pt/pt/vai-viajar/conselhos-aos-viajantes

Re-open EU
https://reopen.europa.eu/pt/from-to/PRT/ESP

Revista Visão
https://visao.sapo.pt/visaosaude/2021-05-08-covid-19-o-que-deve-saber-sobre-viajar-durante-este-periodo-em-10-perguntas-e-respostas/

 

RElated Posts
Assistência en Carretera
26 Dez, 2019
9 años RNA
08 Jan, 2019