Eu sou responsável no trânsito, e você?

Em 2020, Portugal continental registou 26 501 acidentes com vítimas, com 390 mortes ocorridas no local do acidente ou durante o transporte até à unidade de saúde, 1 829

feridos graves e 30 706 feridos leves. 

 

Comparados com 2019, os números da sinistralidade rodoviária baixaram, devido principalmente a uma significativa redução na circulação de veículos imposta pelas medidas de confinamento durante a pandemia de Covid-19. Porém, as estatísticas ainda são alarmantes, e algo deve ser feito, sobretudo em relação às causas destes acidentes.

 

O excesso de velocidade foi o principal motivo das infrações (62,9%) e a única ocorrência que registou um aumento (14,5%) em relação a 2019. Todos os outros tipos de infração apresentaram uma redução: não utilização de sistemas de retenção (-55,7%), excesso de álcool no sangue (-46,2%), uso de telemóvel durante a condução (-24,7%), ausência de cinto de segurança (-24,4%) e falta de inspeção periódica obrigatória (-18,2%). 

 

A sinistralidade rodoviária continua a suscitar, na União Europeia, medidas para a sua contenção. Embora seja a região mais segura do mundo em relação à segurança rodoviária, a Europa quer reduzir o número de mortes nas estradas. A meta da Declaração de Estocolmo Sobre Segurança nas Estradas é reduzir para metade as mortes e os ferimentos no trânsito até 2030.

 

Na mesma linha, a ONU proclamou, em setembro de 2020, uma nova Década de Ação para a Segurança Rodoviária (2021-2030), com o objetivo de reduzir em pelo menos 50% as mortes e os feridos em acidentes rodoviários. O apelo é para que os Estados-membros continuem a agir no cumprimento de todas as metas relacionadas com a segurança rodoviária incluídas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 

Portugal, como Estado-membro, está a definir a sua Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária 2021-2030 – Visão Zero 2030, alinhada com a política da Comissão Europeia 2021-2030, com a Declaração de Estocolmo e com a abordagem do Sistema Seguro.

 

A RNA Assistência, com o objetivo de contribuir para a diminuição dos acidentes nas estradas, lança neste mês de agosto a campanha de conscientização nacional “EU SOU RESPONSÁVEL NO TRÂNSITO, E VOCÊ? Seja também! Partilhe esta ideia”. Ao nosso lado neste desafio está a Abreu, uma agência de viagens com mais de 180 anos de história, que opera globalmente e é também a nossa grande cliente. Juntos, queremos alertar a comunidade portuguesa para a urgente necessidade de reduzir o alto índice de sinistralidade rodoviária no país e mostrar como atitudes simples e responsáveis podem diminuir o número de mortes e feridos nas estradas – respeitar os limites de velocidade, não utilizar o telemóvel enquanto conduz e usar o cinto de segurança, por exemplo. Boas atitudes salvam vidas. Escolha o caminho mais seguro.

 

Quer saber mais? Aceda às nossas redes e junte-se a nós na promoção de um trânsito mais responsável e seguro!

 

*Fontes: 

Relatório Anual de Segurança Rodoviária 2019, da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR)

Relatório Anual de Segurança Rodoviária 2020, da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR)

Site Visão Zero 2030

Informativo ONU News

 

RElated Posts
Gestão de Feedback do cliente RNA
11 Nov, 2019
Já a pensar nas férias de verão? Estejam preparados!
29 Jan, 2020